17 de abril de 2013 - 08:11

SEM AMOR

Se não for pra levar, não me abata. Não me ponha num pote, lata ou travessa. Não me dobre ou embrulhe para viagem.
E se não é pra comer, não me cozinhe. Não tempere. Peço que não me adoce nem salgue, não me doure ou espere ficar crocante. Muito menos me deixe ficar frio pra depois largar.
Para não me amar, nem me pegue. Se tudo isto é por nada, que morra no começo; afinal, nasceu no fim.
Se não tem amor por mim...
não acorde o meu amor...

Nenhum comentário

Seja o primeiro