Sena em Cena | 18 de abril de 2018 - 08:43

SOBRE AFETO ESSENCIAL

Perdi longo tempo de minha vida relutando em abrir a mente para conseguir aceitar o oposto. Entender o diferente. Não apenas tolerar, mas querer bem o indivíduo, fosse qual fosse a sua escolha, orientação ou gênero, etnia, condição social, síndrome, limitação ou transtorno, bastando apenas ter bom caráter. Não ser mau; desonesto; malicioso; sem limite.


Como era pessoa muito esturrona, difícil, desconfiada em excesso, levei décadas para me tornar menos pior nesse aspecto. Ser menos armado e ter boa vontade; julgar menos e conhecer mais; ficar menos preconceituoso. Até porque, sempre tive hábitos e manias particulares que, mesmo inofensivas aos outros, me tornariam alvo de julgamento e preconceito. Bastaria que a ciência dos mesmos avançasse o grupo restrito e seleto de pessoas com quem posso, em qualquer momento, ser totalmente quem sou. Com quem  troco a confiança irrestrita que não cabe nas relações banais. 


Quanto a ser melhor com os outros, aceitar e querer bem o diferente ou oposto, enquanto busquei abrir a mente não consegui fazê-lo. Afinal, não é só questão de abrir a mente, pois ela não é o campo do afeto e da compreensão humana. Ser leitor, intelectual, consciente, não basta nem interfere no essencial... no definitivo.

Para me tornar menos pior, foi necessário abrir o coração. 

  • Seus dados

  • Nome completo *
    Digite seu nome completo
  • E-mail *
    Digite seu nome completo

  • Dados dos seus amigos

  • Limite de 10 e-mails por envio.
  • Nomes *
    Caso queira enviar para vários amigos, basta separar os nomes com vírgulas.
    Exemplo: George Gonçalo, Ana Leticia, Mauro Gomes
  • E-mails *
    Digite os e-mails dos seus amigos. Siga a mesma ordem dos nomes.
    Exemplo: george@email.com, ana@email.com, mauro@email.com
  • Mensagem *
    Essa mensagem será enviada para seus amigos, junto com a indicação

Sobre o autor

Demétrio Sena. Nome completo: Demétrio Pereira Sena. Morador de parque das Flores em Magé. Autor de nove livros. Fotógrafo. Arte-educador (animador cultural) da Secretaria Estadual de Educação. Palestrante e oficineiro (de modalidades literárias, origami, bola mania, impostação de voz e fotografia) em escolas, empresas e outros ambientes.

Nenhum comentário

Seja o primeiro