Municípios | São João de Meriti | 28 de setembro de 2016 - 17:55

Procon descarta mais de 600 kg de alimentos impróprios ao consumo em São João de Meriti

Baixada Fácil
Procon descarta mais de 600 kg de alimentos impróprios ao consumo em São João de Meriti

O Procon Estadual realizou nesta quarta-feira (28/09) uma nova ação da Operação Tamanduá, cujo objetivo é fiscalizar o comércio do município de São João de Meriti. Foram vistoriados oito estabelecimentos, entre restaurantes, supermercados e padarias. Desses, apenas a Casa do Alemão (Rodovia Pres. Dutra, S/n) não apresentou irregularidades. Os demais foram autuados. Foram descartados606 kge300 gde produtos impróprios ao consumo.


Somente na filial do Super Rede, localizado na Rua Joana Kalil, foram descartados441 kge600 gde alimentos impróprios ao consumo. Dentre os alimentos descartados havia241 kgde carnes e mais16 kgde doces em potes sem especificação do prazo de validade e mal armazenados. Também foram encontrados pelos fiscais104 kgde carnes e53 kgde doces vencidos, além de43 kgde margarina mal armazenada e3 kge600 gde carne previamente moída, o que é proibido por Lei no estado do Rio. 


No mesmo estabelecimento, as câmaras, resfriada e de congelados, foram interditadas, pois estavam com pisos e paredes quebradas, tendais enferrujados, sebos e ossos no chão e porta descascada, além de não haver isolamento. Mesmo sem o certificado do Corpo de Bombeiros, três botijões estavam engatados em uso e um armazenado. Os bicos da saída de gás foram lacrados e os fiscais determinaram a retirada deles por pessoa capacitada. Os fiscais exigiram o reforço da dedetização, pois encontraram baratas nas dependências internas. Como não foi apresentado aos fiscais o certificado de potabilidade da água, os reservatórios de água deverão ser limpos. A comprovação da limpeza e o certificado deverão ser apresentados em até 15 dias no Procon. Não havia Livro de Reclamações no local.


No Redeconomia, da Av. Miguel Couto, 507, foram descartados140 kge500 gde produtos. Sem especificação do prazo de validade, havia71 kgde carnes. Dentre os alimentos restantes, estavam vencidos: mistura para bolo, antimofo, doces, frios e salgados. Na área de vendas, havia14 kgde carne previamente moída. Não foi apresentado aos fiscais o alvará de funcionamento e o certificado de potabilidade da água. Também não havia Livro de Reclamações no local.


O nome da operação é uma referência ao fato de São João de Meriti ser conhecida como “Formigueiro das Américas”, pois sua densidade demográfica é uma das mais altas do continente.




Balanço da Operação Tamanduá


1 - Carpaccio Bar (Rua Joana Kalil, 09): Ausência de alvará de funcionamento. Prazo de 15 dias para apresentação. Ausência de certificado de potabilidade da água. Ausência do Livro de Reclamações.


2 - Pão Vip (Av. Automóvel Clube, 81): Sem especificação: 1kg linguiça; 3kg salsicha; 2kg e 500g salgados; 1kg e 700g carne. Vencido:500 gramasde fermento biológico. Ausência de certificado do Corpo de Bombeiros. Ausência de alvará de funcionamento. Ausência de Livro de Reclamações. Ausência de certificado de potabilidade da água. Fogão interditado por utilizar gás de botijão.


3 - Super Rede (Rua Joana Kalil, s/n l30): Havia 3kg e 600g de carne já moída e 43kg de margarina mal armazenada. Vencidos: 19kg de doce de leite com chocolate; 5kg de doce de leite com coco; 10kg de doce de banana;19 kgde costela bovina;85 kgde salgados (rabo, orelha, pé de suíno). Sem especificação e mal armazenados: 16kg de doces no pote; 6kg de carne seca; 82kg de carne bovina; 153kg de carne suína. Câmaras resfriada e de congelados foram interditadas: pisos e paredes quebradas; tendais enferrujados; sebos e ossos no chão da câmara; porta descascada, sem isolamento. Havia três botijões engatados e um armazenado. Interditados os bicos da saída de gás e determinada a retirada dos mesmos por pessoa capacitada. Ausência de certificado do Corpo de Bombeiros. Determinado reforço da dedetização por encontrar baratas nas dependências internas. Ausência de certificado de potabilidade da água. Ausência do Livro de Reclamações.


4 - Pão Doce Sabor (Rua Antônio Teles de Menezes, 52): Sem especificação: 3kg de manteiga temperada; 3kg massa pronta; 500g de queijo. Ausência de alvará de funcionamento. Ausência de certificado do Corpo de Bombeiros. Ausência de certificado de potabilidade da agua. Ausência do livro de reclamações. Havia três botijões em uso interditados devido à ausência de autorização dos bombeiros para a sua utilização.


5 - Expressão (Rua Manoel  Francisco da Rosa, 128): Sem especificação: 10kg de frios. Ausência de Alvará de funcionamento; certificado de potabilidade da água; certificado de dedetização; Livro de Reclamações.


6 - Skill Pão (Av. Getúlio de Moura, 1713): Ausência de alvará de funcionamento; certificado do Corpo de Bombeiros. Havia um botijão em uso na cozinha. Fogão interditado até apresentação de autorização para uso.


7 - Rede Economia (Av. Miguel Couto, 507): Sem especificação: 8kg de carne seca; 34kg de coxão; 22kg e 600g de músculo; 7kg de bife. Vencidos: 3kg e 500g de mistura para bolo de aipim; 2kg e 500g de mistura para bolo de cenoura; 3kg de antimofo; 10kg De cocada branca com leite; 5kg e 600g de uva passa; 4kg e 800g de finesse de frango; 8kg e 400g de blanquet de peru; 6kg de massa de pão doce; 3kg de peito de frango; 700g de linguiça fina; 7kg e 500g de banha; 14kg de carne já moída na área de vendas. Ausência de alvará de funcionamento. Ausência do certificado do de potabilidade da água. Ausência do Livro de Reclamações.