Menu cultural | 31 de julho de 2017 - 17:36

Queimados recebe exposição modernista que explora a cor e a sensibilidade feminina

Baixada Fácil
Queimados recebe exposição modernista que explora a cor e a sensibilidade feminina

Os traços, as cores e curvas do corpo feminino, dentro de uma atmosfera de brasilidade, com ecos da pintura modernista, estão presentes na obra do artista plástico Marco Monson, que estará em exposição em Queimados durante quase um mês. Com apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação, a mostra será aberta oficialmente nesta sexta-feira (04/08), às 18h, e ficará em cartaz até 2 de setembro. O trabalho conta com 20 pinturas a óleo do acervo do artista que ultrapassa 500 obras. A visitação é gratuita.


A Secretaria Municipal de Educação fica localizada na Rua Hortência, nª 06 - Centro. As visitas podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h e aos sábados, das 13h às 17h. Os tamanhos das telas variam entre 2x1 e 1x1,40 metros.  Elas são inspiradas no modernismo de Tarsila do Amaral e Di Cavalcanti.  


“Os artistas modernistas sentiam a necessidade de mudar o meio em que viviam, experimentando novos conceitos. Essa exposição será uma ótima oportunidade dos nossos alunos terem acesso à cultura e entender alguns dos traços que marcaram um dos principais movimentos da arte brasileira”, afirma o secretário de Educação de Queimados, Lenine Lemos.


Já o autor da exposição, Marco Monson, ressalta que as suas pinturas destacam o ser humano, em especial as mulheres. “É uma mostra de pinturas, óleo sobre tela, figurativa com foco no modernismo. Valorizando o ser humano, especialmente as mulheres e as crianças em sensações, luzes e cores numa atmosfera de brasilidade”, explicou. 


Sobre o autor


Marco Monson é carioca de Campo Grande, Rio de Janeiro/RJ, e desde sua infância, nos anos de 1960, demonstrou interesse e aptidão pelas artes visuais. O artista é autodidata e, após orientações de uma amiga artista plástica, foi ampliando seus horizontes e projetando suas emoções em suas obras. A mulher e os tons de terra predominam nos seus trabalhos. A cor e a sensibilidade no registro de figuras femininas que invadem suas telas são marcadas pela sobreposição de imagens. O artista plástico recebeu premiações em exposições diversas e já participou de dezenas de mostras coletivas e individuais.


Ele foi professor durante 30 anos e hoje vive exclusivamente da arte. Sua maior obra “Sensações e Vibrações” conta com mais de 500 telas inspiradas no modernismo de Tarsila do Amaral e Di Cavalcanti.  Suas telas são marcadas pela sobreposição e a ausência de traços faciais, projetando as emoções em suas obras. A negritude também muito presente em seus trabalhos, é inspirada em Di Cavalcante, já a presença das crianças, veio do tempo em que o artista era professor. Outra série mais abstrata do autor, chamada “Nós”, já conta com 20 telas, mas ainda não tem data e local para ser apresentada.


Serviço:


Exposição Artes e Vibrações
Data: 04 de agosto a 02 de setembro
Horário: segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados, das 13h às 17h.
Local: Secretaria Municipal de Educação (Rua Hortência, nª 06 – Centro/Queimados)
Entrada: franca