04 de dezembro de 2017 - 19:34

Idosa de 88 anos conquista graduação na capoeira em Japeri

Baixada Fácil

Idosa de 88 anos conquista graduação na capoeira em Japeri

Oitenta pessoas, entre elas idosas, alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Japeri (Apae) e moradores da cidade, foram graduados pela primeira vez na capoeira, durante evento na Academia da Saúde do idoso, no bairro Engenheiro Pedreira, em Japeri, na tarde do último sábado. Eles receberam cordas que são usadas pelos capoeiristas e fizeram exibições para os convidados.


“Estamos graduando 40 idosos, 20 alunos da Apae e outras 20 de pessoas da comunidade. Nossa idosa mais antiga está com 88 anos, mas é pura determinação e a criança mais nova só tem oito anos e está com paralisia cerebral.  A capoeira precisa ser adaptada, ser ensinada com as características e deficiências de cada um.  Ela mexe com o desenvolvimento físico, psicológico e emocional das crianças da Apae. É uma atividade física e serve como fisioterapia”, explicou o professor Luis Carlos Oliveira, o Chocolate Preto, da associação Brasileira de Desenvolvimento da Arte Capoeira / Abadá Capoeira.


Aos 88 anos, a aposentada Maria Rita Pereira, mostrou que a idade não foi um empecilho para a prática da capoeira.  “Sou a capoeirista mais idosa. Fui graduada na primeira aula. É um momento único da minha vida em compartilhar esse esporte com crianças da Apae, que serão agora meus novos amigos. Trouxe meu genro e minha filha. A capoeira não tem preconceito e idade. É para todos”, lembrou.


Mãe de uma criança com deficiência física, Fabiana Quitéria, 35, se emocionou ao ver o filho Anderson dos santos, 17, entre os novos graduados da capoeira. 


“Ele teve meningite com um mês de vida e ficou com sequelas. Teve dificuldade psicomotora no andar e na fala. Com a capoeira, ele ficou mais feliz. O gingado e a música da capoeira mexem com ele. Para mim é uma honra ser mãe de um especial”, afirmou.


Outro lutador que arriscou alguns golpes de capoeira na academia da Saúde do Idoso foi aluno Caio dos Santos Oliveira, de 12 anos, portador da síndrome de down. O menino também foi um dos graduados e não quis deixar a quadra onde a capoeira foi jogada.


“Há um mês ele já teve uma mudança de comportamento quando entrou na capoeira. Ficou mais calmo e menos agitado. Só ao escutar a música de capoeira, ele já fica com o sorriso no rosto. O esporte dele é a capoeira. É a sua paixão”, contou a avó do menino, Ceres Pereira Santos.


Ao fim do evento, o grupo de capoeiristas homenageou diversos convidados, entre eles, a secretária municipal de Educação de Japeri, Roberta Bailune, além dos diretores Ana Paula e Pelé, da Academia do Idoso. 


  • Seus dados

  • Nome completo *
    Digite seu nome completo
  • E-mail *
    Digite seu nome completo

  • Dados dos seus amigos

  • Limite de 10 e-mails por envio.
  • Nomes *
    Caso queira enviar para vários amigos, basta separar os nomes com vírgulas.
    Exemplo: George Gonçalo, Ana Leticia, Mauro Gomes
  • E-mails *
    Digite os e-mails dos seus amigos. Siga a mesma ordem dos nomes.
    Exemplo: george@email.com, ana@email.com, mauro@email.com
  • Mensagem *
    Essa mensagem será enviada para seus amigos, junto com a indicação