Sena em Cena | 18 de fevereiro de 2017 - 11:05

MEU MUNDO REAL

Demétrio Sena, Magé - RJ.

Um amigo de muitos anos, do qual não cobrei nada, fez questão de justificar sua ausência à abertura de minha exposição fotográfica na Fundação Educacional e Cultural de Magé. Morador de bairro bem próximo, e de acesso facilitado por ônibus, táxis e unidades de UBER, meu amigo, que até há pouco não tinha carro disse, desolado, ao telefone:
- Sena; me desculpe, mas o meu carro deu defeito; por isso, não poderei prestigiar a abertura de sua exposição, e talvez nem dê para ir, nos próximos dias, pois pode ser que o carro fique na oficina por algum tempo.
Não vejo qualquer problema, se algumas pessoas não podem se fazer presentes a momentos importantes para mim, tanto quanto não posso me fazer presente a tantos momentos importantes para pessoas queridas, inclusive familiares. Respeito as impossibilidades, por menores que sejam, como respeito o fato de alguém não desejar ir, e até não gostar de determinados eventos. Do que não gosto, e não gosto mesmo, são explicações esdrúxulas, que mais complicam do que explicam.
A amizade continua, é claro, como continuaria, sem qualquer mancha, se não houvesse nenhuma explicação. As pessoas queridas para mim são muito mais importantes do que momentos, obrigações sociais e coisas. Não sou vaidoso ao ponto de achar que todos devem me prestigiar a qualquer custo, em todos os momentos de minha vida. Igualmente, não me obrigo a prestigiar todos os meus amigos em tudo o que eles fazem, e sei perfeitamente que sou compreendido neste aspecto.
Sou pessoa bem simples. Não sei dirigir, moro na roça, viajo longas distâncias de bicicleta comum, capino meu quintal, faço minha comida, e minha água é de poço de anéis, puxada por bomba manual. Só compareço à dita civilização para trabalhar, participar esporadicamente de momentos como esse, da exposição, atender a clientes pontuais que me pedem para fotografá-los, e é desta forma: um pé lá, outro cá. Sempre volto correndo para meu mato.
Em outras palavras, não pertenço a esse mundo em que as pessoas ficam sem braços quando a diarista não comparece; não sabem se virar de outras formas quando não têm seus empregos específicos; quebram as pernas quando ficam sem carro.
  • Seus dados

  • Nome completo *
    Digite seu nome completo
  • E-mail *
    Digite seu nome completo

  • Dados dos seus amigos

  • Limite de 10 e-mails por envio.
  • Nomes *
    Caso queira enviar para vários amigos, basta separar os nomes com vírgulas.
    Exemplo: George Gonçalo, Ana Leticia, Mauro Gomes
  • E-mails *
    Digite os e-mails dos seus amigos. Siga a mesma ordem dos nomes.
    Exemplo: george@email.com, ana@email.com, mauro@email.com
  • Mensagem *
    Essa mensagem será enviada para seus amigos, junto com a indicação

Sobre o autor

Demétrio Sena. Nome completo: Demétrio Pereira Sena. Morador de parque das Flores em Magé. Autor de nove livros. Fotógrafo. Arte-educador (animador cultural) da Secretaria Estadual de Educação. Palestrante e oficineiro (de modalidades literárias, origami, bola mania, impostação de voz e fotografia) em escolas, empresas e outros ambientes.

Nenhum comentário

Seja o primeiro